Absolutamente não, infelizmente nos órgãos públicos italianos é fundamental comunicar em italiano.